Idioma

  • Português
  • Español
  • English

X Conferência Latino Americana de Software Livre

de 16 a 18 de outubro de 2013 - Foz do Iguaçu | PR | Brasil

Latinoware encerra com balanço positivo e já tem data marcada para 2013

Em: outubro 19, 2012 as 15:52 por

Um sucesso absoluto. Essa foi a avaliação da comissão organizadora sobre a Conferência Latino-Americana de Software Livre – Latinoware 2012, realizada entre os dias 17 e 19 de outubro, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Foram 4.238 participantes e mais de 200 atividades, como palestras, mesas redondas, minicursos e outras ações relacionadas às tecnologias livres.

A Latinoware 2012 reuniu participantes de todos os estados brasileiros. O Paraná foi o estado com o maior número de representantes – 1.642 – seguido do Rio Grande do Sul, com 335 inscritos; Minas Gerais, com 319; Santa Catarina, com 233; e Distrito Federal, com 214 participantes.

Além dos brasileiros, 526 estrangeiros também marcaram presença na Latinoware 2012. O maior grupo foi o do Paraguai, com 444 participantes. Argentina, Chile, Colômbia, Itália, Nigéria, Peru, Arábia Saudita, Reino Unido, Estados Unidos, Uruguai e Venezuela também contaram com representantes no evento.

Presença feminina

As áreas de tecnologia, até pouco tempo restringida ao universo masculino, contam cada vez mais com a presença das mulheres. Este ano, 943 mulheres participaram da Latinoware, que ofereceu um espaço exclusivo para elas discutirem assuntos tecnológicos e a causa feminina no setor. Dois grupos formados exclusivamente por mulheres – as Nerds de Batom e as Mulheres na Tecnologia (MNT) – comandaram as atividades para a ala feminina.

2013: 10 anos de Latinoware

Em 2013, a Latinoware – considerada um dos maiores eventos de software livre do mundo – comemora 10 anos. A edição de 10 anos já tem data marcada: será nos dias 16, 17 e 18 de outubro de 2013.

A Latinoware é promovida pela Itaipu Binacional e pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu – Brasil, com o apoio da Companhia de Informática do Paraná (Celepar), do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), da Dataprev, do Google, da empresa Dextra e da Caixa Econômica Federal.

Mais informações sobre o evento, podem ser obtidas no site www.latinoware.org. (Fotos: Jean Pavão)

Inclusão Digital em destaque pela Rede Marista

Em: outubro 19, 2012 as 15:28 por

A inclusão digital sempre fez parte da missão da Rede Marista de Solidariedade, de Porto Alegre (RS). No estande montado na Latinoware 2012,  o grupo mostrou algumas de suas iniciativas desenvolvidas com softwares livres, que foram apresentadas pelos próprios jovens do projeto Deprotec (Desenvolvimento de Projetos Tecnológicos). “Eles ganham cursos de inglês, comunicação e robótica dentro do programa, e são eles que desenvolvem estes objetos”, conta o educador de robótica Junior Meneghetti.

Projeto faz o destino correto das máquinas caça-níqueis. Foto: Jean Pavão

Um dos projetos em destaque é o Projeto Alquimia, que é desenvolvido em parceria com o Ministério Público Estadual do Rio Grande do Sul. “Nós recebemos as máquinas de caça-níqueis que foram apreendidas em operações e utilizamos os materiais para a inclusão digital. As peças que sobram são reaproveitadas para a robótica”, revela Meneghetti.

A Rede Marista contribui para que os jovens entrem no mercado de trabalho conhecendo as práticas de informática e comunicação, além de contribuir para o desenvolvimento tecnológico e a utilização correta dessas máquinas que são proibidas no país.

Outros projetos em desenvolvimento são: Robótica Livre, que possibilita o trabalho de eletrônica e mecânica com materiais alternativos – como sucata – com a utilização de softwares livres; a Fábrica de Software, que qualifica os jovens profissionais no desenvolvimento de aplicativos digitais; e o Projeto Redes Livres,  um projeto de rede sem fio e offline que distribui gratuitamente conectividade para comunicação por meio de intranet livre com sinal wireless em algumas comunidades de Porto Alegre (RS) e Santa Maria (RS).

Quer saber mais sobre os projetos? Ainda dá tempo de ir até o estande da Rede Marista ou acessar socialmarista.org.br.

Posted in: Sem categoria | Leave a comment

PTI é exemplo nas tecnologias livres

Em: outubro 19, 2012 as 14:36 por

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI) é exemplo quando o assunto é software livre. Em um dos estandes da Latinoware 2012, no Espaço de Exposição, os participantes podem conferir detalhes deste trabalho e números que comprovam um apoio constante aos projetos de código aberto.

No segmento de servidores, o uso de sistemas operacionais livres no PTI é de 95%, de um total de mais de 130 servidores, entre máquinas físicas e virtuais. Com relação aos software utilizados nesses ambientes, estão exemplos diversos como OpenLDAP, Samba, Apache, Squid + HAProxy, FreeRadius, Bácula, Tomcat, Nagios, Cacti, Postfix, Cyrus, Bind e Cups.

Foto: Jean Pavão/PTI

Os bancos livres também são destaque – PostgreSQL e MySQL – e correspondem a 95% de todos os dados do PTI. O Parque também está em um processo de migração acelerada na área da telefonia, com mais de 40% dos ramais migrados para o PBX livre Asterisk, em conjunto com o software de gerenciamento SNEP, que também é livre.

Na área de microinformática, de um total de quase 400 estações de trabalho, mais de 65% executam o sistema operacional livre Ubuntu, além de um arsenal de outros software livres, como, por exemplo, o Libre Office, suíte office oficial, mesmo para estações que não utilizam sistemas operacionais livres.

A contribuição do PTI vai além da utilização. O Parque é um dos organizadores da Latinoware e tem uma forte atuação no desenvolvimento de melhorias na solução Expresso Livre, que são disponibilizadas gratuitamente para a comunidade.

Foto: Jean Pavão/PTI

Centro Internacional de Hidroinformática

Mais uma vez os trabalhos desenvolvidos pelo Centro Internacional de Hidroinformática (CIH) também estão sendo divulgados na Latinoware. No estande montado no Espaço da Exposição, os participantes podem se cadastrar para receber via e-mail informações relacionadas aos sistemas e projetos desenvolvidos pelo Centro, como é o caso da Web Rádio Água, um espaço colaborativo que possibilita a troca de informações e de experiências relacionadas à água e outras questões ambientais.

Como uma das grandes especialidades do CIH é o desenvolvimento de sistemas de geoprocessamento, no estande do Centro os os participantes podem apontar na tela da televisão a sua localização geográfica. Como parte da programação do evento, na manhã dessa sexta-feira (19), os analistas de sistemas Cesar Habby e Jônathan This ministram a palestra ‘Desenvolvimento de Sistemas de Mapas Interativos Utilizando Software Livre’;

Durante a tarde, Luis Henrique Weiss – participante e colaborador da comunidade internacional de gvSIG – está ministrando o minicurso ‘Geoprocessamento utilizando plataformas livres. MC4h’.

Foto: Jean Pavão/PTI

Posted in: Sem categoria | Tags: | Leave a comment

Software Livre Educacional auxilia no desenvolvimento de alunos portadores de necessidades especiais

Em: outubro 19, 2012 as 14:11 por

Segundo dados do Censo 2010, cerca de 45 milhões de brasileiros eram portadores de algum tipo de necessidade especial. Pensando na educação desses alunos, o professor Marcos Silva Vieira desenvolveu um projeto sobre a integração dos alunos com deficiência através do Software Livre Educacional.

Parte da pesquisa elaborada por ele, concluída em dois anos, foi apresentada no Espaço Venezuela na tarde desta sexta-feira. “Comecei a perceber que os trabalhos realizados com os alunos no laboratório de informática refletiam num melhor convívio em sala de aula e também fora dela”, afirmou o professor.

Por mais simples que as atividades desenvolvidas com o software livre educacional possam parecer, como jogos de ligar os pontos, pintar ou montar peças, elas auxiliam na motoricidade fina e ampla e conclusão de atividades com resultados satisfatórios, ajudam na integração social, proporcionam mudanças no comportamento, e oferecem mudanças no comportamento e autoestima do aluno.

“Toda sociedade ganha com esses meios de tornar as pessoas com deficiência mais produtivas e incluídas na sociedade, não é um ato de caridade, e sim um direito”, ressaltou Vieira. (Foto: Jean Pavão/PTI)

Posted in: Sem categoria | Leave a comment

Nem pra ganhar dinheiro, nem pra salvar o mundo, TI Verde serve pra economizar

Em: outubro 19, 2012 as 11:32 por

No último dia Latinoware 2012, sem “mimimis” e com muita objetividade, a palestra sobre Tecnologia da Informação Verde deu dicas de como aderir a prática e consequentemente poupar dinheiro.

Luiz Henrique R. Rodrigues, Julio e Jerônimo Madruga apresentaram cases de sucesso de grandes empresas que já aderiram a TI Verde, cujos princípios são poupar energia, aproveitamento de recursos e destino correto do lixo tecnológico.

Entre as ações simples de implementar essa tecnologia na prática estão imprimir só o que for extremamente necessário, usar fontes que exigem menos tinta, como é o caso da ecofunt, e usar a tela do desktop com fundo preto, caso o monitor não seja de LCD. Usar um servidor como o LTSP e desligar o monitor para poupar energia elétrica também são consideradas práticas da TI Verde.

Imprimir só o necessário é praticar TI Verde, explicou Jerônimo

“Sustentabilidade tem que ser mais do que uma palavra da moda, tem que ser uma realidade no cotidiano das pessoas”, concluiu Luiz Henrique. (Fotos: Jean Pavão/PTI)

Posted in: Sem categoria | Leave a comment

Apoio